Comece reservando seu hotel

Seguro viagem com desconto

Assista os vídeos para se inspirar!

O que você precisa saber antes de viajar para Polônia

O que você precisa saber antes de viajar para Polônia

Que a Polônia ganhou nossos corações por aqui, isso eu já posso te afirmar. Gostamos de todas as cidades das quais passamos, adoramos os lugares, nos apaixonamos pela comida e a facilidade de locomoção entre as cidades foi um dos pontos altos de toda a viagem. Mas claro que há alguns pontos que você precisa saber antes de viajar para Polônia. Seja a turismo ou não.

Aqui no Latitude não existe pergunta boba, toda e qualquer pergunta é respondida com a mesma seriedade. Não partimos de pressupostos de que você já sabe de tudo, então explicamos de tudo um pouco, combinado?

Onde fica a Polônia?

Polônia está localizada na Europa e faz parte da União Europeia. Ela faz fronteira com a Alemanha, República Tcheca, Eslováquia, Ucrânia, Bielorrússia, Lituânia e Rússia (Kaliningrado). Coloquei o mapinha aqui embaixo para você ter uma visão melhor de onde fica e os países fronteiriços.

A Polônia é considerada Europa Central, como você pode ver no mapa abaixo.

Quais cidades visitar na Polônia?

Quando você decide viajar para a Polônia, com certeza Cracóvia e Varsóvia serão as cidades que você mais quer conhecer. Não atoa, são as duas cidades mais conhecidas. Mas há outras cidades polonesas que você pode sim querer conhecer, já que esse país tem tantos lugares incríveis que apenas uma viagem será pouco.

Para você já montar seu roteiro para Cracóvia 😀

Vou atualizando aqui as cidades que passamos e os conteúdos que gerarmos desses lugares. Até o momento nós já visitamos:

Qual o idioma na Polônia?

O idioma na Polônia é o polonês (Brasil) ou polaco (Portugal). Caso você venha turistar na Polônia, saiba que muitos falam inglês e você consegue se virar até na mímica. Mas nós sempre recomendamos que você tente pelo menos falar um bom dia, boa tarde e obrigado no idioma local.

Saber algumas pequenas palavrinhas na hora de falar com um polonês, ajuda muito! Eles ficam felizes de você tentar falar o idioma deles, já que eles sabem que o polonês/polaco é difícil.

qual o idioma na polonia?
Algumas coisas tem o inglês embaixo pra facilitar a compreensão

É seguro viajar para a Polônia?

De forma geral é sim, mas deixe-me explicar melhor sobre isso. Sensação de segurança é algo muito pessoal e tem várias questões que interferem nisso. Nós somos um casal de brasileiros. Eu sou descendente de portugueses e o Will de japoneses.

Sendo assim, por conta do momento atual em que vivemos no mundo, há sim uma maior apreensão para pessoas que possuem características asiáticas em qualquer lugar no mundo. Não seria diferente por aqui. Então andamos com um pouco mais de atenção quanto a isso, do que em Portugal e na Grécia por exemplo (que foram os locais que passamos nesse ano e servem de comparação).

Isso significa que aqui é inseguro? Não! mas precisa sim ter mais atenção, para evitar qualquer problema relacionado a xenofobia e o ódio contra asiáticos. =/

viajar para polonia é seguro?

Porque a Polônia não usa o Euro?

A moeda da Polônia é o Zloty. Não é apenas a Polônia que não utiliza o Euro, mesmo estando na União Europeia. Quando o Euro foi implementado como moeda, alguns países que estavam no acordo da união tinham receio da moeda não ser forte e estável. Sendo assim, muitos países decidiram continuar com sua moeda. Além da Polônia, os países que não trocaram sua moeda foram: Suécia, República Tcheca, Dinamarca, Bulgária, Estônia, Hungria, Reino Unido (saiu da União Europeia), entre outros.

A cotação da moeda polaca em relação ao real: 1,40 reais para 1 zloty (17/12/2021) e 0,22 euros para 1 zloty. Lembrando que a cotação muda todos os dias e no momento em que você estiver lendo esse post pode estar maior ou menor.

Em todas as cidades que passamos da Polônia aceitavam cartão com contactless para pagamento. Há caixas eletrônicos pelas cidades (principalmente nos shoppings e estações centrais de transporte). Caso você precise trocar dinheiro, procure uma casa de câmbio na cidade em que estiver. O nome das casas de câmbio aqui é Kantor.

viajar para Polônia

Polônia onde morar?

Nós somos nômades digitais, então moramos por um curto período de tempo em cada país que passamos. No momento estamos na Polônia, mas já passamos pelo Brasil, Portugal e Grécia (até o momento). Não podemos te dar dicas de como morar, já que no nosso estilo de vida é diferente do tradicional de trabalho e moradia.

Sabemos que as oportunidades de trabalho na Polônia são boas, já que é um país que faz parte da União Europeia, mas não utiliza o Euro como moeda oficial. A Polônia é um pais industrializado e que tem uma das economias mais fortes da Europa. Se não estamos enganados, eles estão entre as 6 maiores economias da Europa.

As industrias mais fortes por aqui e que contratam são do carvão, construção naval, energia elétrica, setor bancário e a área de TI é muito procurada. Há necessidade de inglês fluente, mas não é necessário saber o polonês (mas confirme com a proposta de trabalho).

Caso você tenha o interesse em morar na Polônia: faça de forma legal. Isso tanto para vir morar na Polônia, quanto para morar em qualquer lugar no mundo. Não faça de forma errada. Procure empresas que estão na Polônia pelo LinkdeIn, faça o processo seletivo para arrumar um emprego e ai sim venha para cá, com todos os documentos certinhos já.

Tipos de vistos para viajar para Polônia

Para uma viagem a turismo de até 90 dias, não há necessidade de um pedido de visto. Aliás, vale relembrar que informações sobre visto podem mudar de uma hora para a outra, sendo assim recomendo que você olhe diretamente no site do consulado polonês no Brasil, ou caso você seja português, no portal das comunidades. Assim você conseguirá confirmar no momento em que estiver procurando sobre, se há necessidade de um visto ou não.

Caso você queira morar na Polônia como estudante, há um visto chamado "nacional" que possibilita a permanência de 1 ano no país. Esse visto é solicitado ainda em território nacional (no Brasil) diretamente no consulado polonês. Há um em Curitiba.

Para o visto de trabalho é necessário primeiramente o emprego e uma permissão de contratação de estrangeiro. Esses documentos você solicita para a empresa que te contratou. Caso você possua passaporte europeu não é necessário visto.

Vale relembrar que para qualquer viagem, seja ela a turismo ou de moradia, é obrigatório apresentar um seguro viagem com cobertura de 30 mil euros. Utilize o nosso cupom de desconto LATITUDEINFINITA, para ganhar 5% de desconto no seguro viagem.

Viajar para Polônia vale a pena?

Muito! Nós nos apaixonamos pelo país. Gostamos da culinária, dos lugares, da estrutura e do povo. É uma ótima opção de destino de viagem, ainda mais por ser na Europa e não ter o euro como moeda oficial (os nossos reais agradecem hehe). Então se você estiver pensando em viajar para um local legal em 2022, coloque a Polônia na sua lista para pensar com carinho.

Comente este post!

Ficou com alguma dúvida?

  • Gerson Corrêa

    Boa tarde ao casal, estou indo pra Europa, e minha intenção é ir pra Polônia, pelo menos 14 dias, os outros 14 dias, iremos para Munique e região, pretendo descer em Munique, dali pegar um ônibus para Cracóvia, mas minha dúvida é que, gostaria de uma opinião de vocês com relação a moeda, será que eu posso utilizar 90% vamos dizer assim, usar o cartão de crédito? Sabendo que a moeda deles é baixa em relação ao euro, e ,40 centavos maior que a nossa moeda, essa é minha dúvida. Vocês utilizaram totalmente o euro? Ou utilizaram o cartão de crédito? Vocês podem me ajudar? Obrigado

    responder
    • Aline Kamiji

      Oie Gerson! Nós usamos o euro e também o próprio Zloty. Eu uso a Wise para fazer as minhas transferências de real para Zloty e aí consigo usar o próprio aplicativo para fazer o pagamento por contacless.
      A questão de usar o cartão de crédito brasileiro é que você vai pagar o IOF por cada transação 😅 mas eu cheguei a usar o meu cartão brasileiros também e achei que mesmo assim tava valendo a pena.

      responder
      • Gerson Corrêa

        Oi Aline, se não estou enganado, o Wise cartão ainda não tem no Brasil ou optaria por ele. Esse é um problema, trocar euro por slot eles pagam não muito, lembro que em Cracóvia eles estavam pagando bem menos que em auschwitz, já estive na Cracóvia e na Breslávia, na Cracóvia eu troquei 300 euros e quando acabou o euro descobri que a moeda deles estava quase igual a nossa, parece que estava 1,20 (2019), então andei de Uber, barco com o meu cartão da Porto Seguro, achei muito legal, só que agora estou pesquisando pessoas que foram ou moram na Polônia para ver se estão fazendo o mesmo, pois pretendo gastar a maior parte dos euros em Munique por ser mais caro lá, você entende? Mas vou pesquisar bastante a respeito. Obrigado Aline pela sua atenção.

        responder
        • Aline Kamiji

          Eu estou usando Wise, revolut e N26 como cartões. Cartão do Brasil eu uso o do banco Inter e tem funcionado bem aqui. A conversão hoje está de 1 real para 1,40 Zloty. Da sim pra você usar o seu cartão de crédito aqui na Polônia.

          responder
  • Pedro Fugita

    Viajei em 2015 pela Polonia e achei o país incrivel. Conheci Cracóvia, Varsóvia e Wroclaw e as achei lindas. Tb sou descendente de japoneses e á época não tive qualquer problema. Vocês tiveram problemas relacionados a xenofobia? E as fronteiras estão fechadas, não? Por causa da pandemia…Abraços

    responder
    • Aline Kamiji

      Oie Pedro! Que viagem incrível que você fez!!! Realmente essas cidades aqui são lindas, na próxima gente vir a Lublin e Gdansk também 🙂
      Então, sobre a xenofobia chegamos a comentar em um outro post aqui. O Will não foi abordado por ninguém (graças a Deus) mas tá rolando aqueles olhares mais prolongados sabe? :/ infelizmente agora tá acontecendo isso em todos os países, até no Brasil.

      responder
    • Aline Kamiji

      E ainda estão fechadas sim. Só estão abertas para quem já estiver passado quarentena pela Europa e tenha certificado de vacinação aprovado pela União Europeia

      responder